As estrelas das telecomunicações e da nuvem pública continuam a se alinhar, à medida que o grupo espanhol de telecomunicações Telefónica levou sua parceria com a Oracle para o próximo nível.

Sob o acordo, a Telefónica Tech – a divisão de transformação digital da operadora – e a Oracle oferecerão conjuntamente plataforma como serviço (PaaS) e aplicativos para empresas e organizações do setor público. A parceria global permite que a Telefónica ofereça aos clientes B2B uma rampa de acesso ao Oracle Cloud Infrastructure (OCI), apoiando-os com seu próprio portfólio de serviços gerenciados e profissionais.

“Um dos principais impulsionadores do sucesso no mercado de nuvem é ajudar nossos clientes em sua transformação digital, oferecendo um portfólio completo e diferenciado com o apoio de parceiros de referência”, disse María Jesús Almazor, CEO de cibersegurança e nuvem da Telefónica Tech, em um comunicado. “Este acordo com a Oracle nos permitirá expandir nossos serviços em nuvem e fortalecer nosso posicionamento estratégico em PaaS, além de reforçar nossa proposta de valor de bancos de dados e aplicativos de middleware com um dos líderes de mercado.”

É um ganha-ganha, porque ao assumir o papel de uma rampa de acesso, a Telefónica passa a fazer parte dessa cadeia de valor de nuvem pública sem ter que construir sua própria infraestrutura. Enquanto isso, a Oracle se beneficiará de uma maior aceitação de seu portfólio.

Além disso, a Telefónica também se tornará o parceiro host da Oracle Cloud Madrid Region. É a primeira região de nuvem da Oracle na Espanha e oferecerá às empresas e órgãos do setor público uma conexão segura e confiável à sua gama de serviços. Também ajudará as empresas a atenderem aos requisitos de conformidade e residência de dados no país, disse a Oracle.

“Com o Oracle Cloud Infrastructure, estamos complementando a robusta oferta de serviços em nuvem da Telefónica com uma plataforma de nuvem que teve um forte crescimento no último ano, à medida que clientes em todo o mundo a utilizam para executar suas cargas de trabalho de missão crítica”, disse Albert Triola, líder, Oracle Espanha.

O acordo de quinta-feira vem meses depois que a Telefónica Espanha chegou a um acordo plurianual para migrar seus sistemas comerciais e operacionais de missão crítica para a OCI, que espera acelerar o desenvolvimento de novos serviços de comunicação para consumidores e empresas.

Como a Telecoms.com informou no início desta semana, os acordos entre hyperscalers e telcos estão se tornando mais comuns, à medida que as operadoras procuram a maneira mais eficiente de oferecer serviços de nuvem atraentes às empresas, além de virtualizar mais sua própria infraestrutura. Na verdade, a nuvem pública está se mostrando tão popular que o Gartner calcula que, até 2025, será responsável por mais da metade dos gastos globais de TI das empresas, quase um trilhão de dólares.